Depressão


Hoje vamos falar de DEPRESSÃO, a doença mais comum dos tempos modernos. Primeiro, é preciso separarmos a tristeza comum da doença sem si.

É super normal ficarmos tristes, apáticos e sem vontade de fazer nada quando temos um problema, que pode ser uma perda familiar, o fim de um relacionamento, a perda do emprego e outros motivos tão sérios quanto. É uma espécie de “luto” que precisa ser vivenciado. Uma semana, um mês, cada pessoa tem o seu tempo.

Todos passamos por fases difíceis - várias vezes - durante a vida. Ficamos “mal” por um tempo, até que as coisas entram nos eixos e voltamos a sorrir e ver a vida de maneira positiva. Até aí, nada demais. Uma terapia pode ajudar bastante.

O problema começa quando, após passarmos por uma das situações acima, não conseguimos sair. Ou quando há um problema químico dentro do cérebro. Isso mesmo: às vezes um “fio está desencapado” por diversos motivos (que têm que ser investigados) e provoca, não só as reações já citadas, como: falta de vontade de viver (inclusive com tendência ao suicídio), falta de autoconfiança, de força para realizar tarefas diárias básicas como arrumar a casa ou tomar banho. Parece que estamos na “escuridão da alma”, onde não temos prazer em nada e tudo parece estar contra nós. Queremos ficar sozinhos com nosso sofrimento, que parece não ter fim.

Aqui, é necessário não só o apoio familiar e terapêutico, como também a busca de um bom médico e de remédios, que vão ajudar a melhorar esse estado.

Não hesite: se você passa ou conhece alguém que esteja passando por um quadro parecido com esse, ofereça ajuda e apoio. A cura existe!

Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Instagram
WhatsApp-icone.png

Contato:

​​

  • Para adquirir meu livro ou agendar seu horário, presencial (no Rio de Janeiro) ou online,  entre em contato pelo WhatsApp 

            (21) 99999-8098.